quarta-feira, 24 de abril de 2013

Dias 14 e 15! Razões por quais eu não quero engordar, preciso emagrecer!


Eu fico refletindo bastante quando eu vejo meus vídeos (ninguém nem deu moral pro meu vídeo da postagem anterior dançando forró) e fotos antigas. Conversando com os amigos de Brasilia, eles falaram que andam me achando meio murcha, que não ando me mostrando tão confiante e expansiva quanto antes. O que foi o início de uma longa discussão. 

Eu, quando acima do peso, tinha que compensar em outras coisas, e muitas vezes não queria deixar transparecer nenhum tipo de dor, insegurança, porque além de gorda, ser triste? Não dá. Então você se joga no charme, no sorrisão e tenta ser a pessoa mais agradável do mundo, porque gorda e deprimida ninguém quer por perto. Eu sempre compensava para que me vissem pela minha alegria.

Eu mudei?! Não. Ainda sou a mesma pessoa, porém um pouco mais segura. Sei ouvir mais, e me sinto bem por só estar naquele meio, sabendo que as pessoas me respeitam e me aceitam. Que me veem como uma pessoa de garra. Não preciso ficar me auto-afirmando o tempo inteiro tentando acreditar em mim mesma. Eu sei que eu tenho força e sou capaz. Tô precisando me dar uma sacudida pelo meu "comodismo", mas ainda sim tenho as minhas vitórias.

O que muita gente não sabe, que por mais que eu tinha um sorriso no rosto, eu estava sempre usando uma máscara. Sempre triste por não ter folego de dançar mais que uma música, por quase chorar de dor ao me forçar a abotoar/amarrar o sapato, ao não encontrar nenhuma roupa que me servisse, a se não reconhecer no espelho, a ter todos te reparando o tempo inteiro querendo saber o quanto você vai comer, o que... São inúmeras coisas que estavam atrás daquela mascara que eu usava chamada alegria. Mas por dentro eu estava destruída. 

Não, eu não quero isso novamente! Podia ser a gordinha mais linda do mundo. Mas tem uma grande diferença entre ser bonita e ser saudável. Ter qualidade de vida. Eu nunca me vi como uma mulher "sarada", super fitness, como eu sei que muitas pessoas visam esse objetivo. Eu só quero me sentir bem. Eu só quero me olhar no espelho e ser feliz. Quero chegar em lugares e que me olhem por eu ser bonita, interessante, não porque eu sou grande e redonda. Tô sendo muito dura!? Não! Eu sei que TODAS passamos por isso. Não adianta vir com papo de amor próprio. Ser gordo não é legal. Todas visamos um corpo durinho, saudável. Queremos ser gostosas sim! EU NÃO QUERO SER GORDA! EU NÃO QUERO TER PROBLEMAS PRA VIVER COISAS SIMPLES DO DIA A DIA!

Eu respeito as pessoas que gostam de ser "plus size", acho que é uma batalha dura todos os dias. É uma briga pessoal consigo mesmo, com seus limites. As pessoas dizem que vivem bem e que são felizes assim. Se não tem alteração na saúde e você se sente bem assim, tudo bem, é uma opção, mas não pra mim.

Não tem coisa melhor que olhar aquela roupa, e entrar dentro dela (a sensação de três dias atrás de entrar num vestido sem lycra tamanho único, foi a melhor do mundo!), que não assar os meios das pernas ao usar uma saia ou vestido (eu com essas coxas, talvez não tenha essa alegria), comprar uma bota cano alto e ela fechar o zíper (essa ainda não testei, vou esperar mais um pouco), não se incomodar o tempo todo ao usar uma roupa porque a barriga empurra pra baixo e nos deixa semi-nu... Ai gente tem tanta coisa!

Não estou dizendo que uma gordinha não deve ser feliz, vaidosa, se amar, se cuidar. Eu preso principalmente a parte de SE CUIDAR. Alimentação saudável, atividade física não tem somente relação com emagrecer, e sim qualidade de vida. Se não quiser perder peso, mantém um nível calórico mais alto, mas não deixe de mover o corpo. Quem quer musculatura flácida, com tendencias a se atrofiar? Problemas circulatórios, varizes, entre tantas outras coisas!

Bom é esse o meu recado. Não sejamos conformadas por causa de padrões de beleza (ser contra ou a favor). Ser saudável e ser sarada são duas coisas diferentes. Tem muita pessoa magra, que tem uma saúde péssima. Eu pelo menos quero longevidade!

#Mudando de Assunto!

Falando em gordinha buscando qualidade de vida... Ai ai ai Andréia! Fazendo trabalho de faculdade (razão de eu não ter postado antes), acabei não fazendo minhas meia hora de dança. Mas a alimentação anda nos conformes... 1200... 1300 no máximo. Então tá tudo bem, o peso já saiu do 74! \o/ 73.9... espero que pelo menos eu volte pro 73.0 nesse fim de semana. Porque agora acabou a temporada de viagens, saídas, entre outras coisas. Quero realmente voltar ao foco!

Boa quarta pra todos! ;*

28 comentários:

  1. Ai, eu sou assim também, eu acho super lindo quem é gordinha e gosta de si, e não quer perder peso! Tem que ter muita força de vontade! Mas ao mesmo tempo.. Eu não consigo!
    Pra eu me sentir feliz e realizada tenho que estar magra! Não sei se foi a sociedade que influenciou ou o que! Mas sei que eu é uma coisa minha, não me sinto bem com algumas roupas, vejo roupas que eu adoraria vestir, mas não consigo!
    Acho que cada um é cada um! ;)
    Beijocas

    ResponderExcluir
  2. Entrar num tamanho único foi mesmo de arrasar!!
    Acho que se continuar com a alimentação certinha, até o final da semana vc atinge sua meta sim!!
    bjos
    pesodos30.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Que lindo amiga, adorei o seu texto e super me identifico com ele.
    Eu acho que seria muito mais fácil para as gordinhas se a sociedade aceitasse as gordinhas, porque pra mim não aceitam, visto que você vai nas lojas e só acha roupa de magra. Se acha de gorda, é o dobro do valor. Blé.

    Enfim, super te apóio em NUNCA MAIS querer ser gordinha.. rs

    BEIJOS

    ResponderExcluir
  4. Nosssa penso exatamente assim Andreia, qd não nos sentimos seguras, tem os a necessidade de agradar, de nos sentir aceitas em determinado grupo só que as coisas mudam, o emagrecimento nos transforma em tantos aspectos que é totalmente normal que o nosso comportamento mude tbm, bju

    ResponderExcluir
  5. Muitoo bom seu texto, eu também penso da mesma forma, nossa só vcs mesmo para me animar nesta luta que eu estou com a balança, é muito dificil, esses pensamentos sabotadores ainda estão me vencendo mais eu vou vencer eles se Deus quizer...um grande abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Cley, não consegui retribuir a visita! Se puder deixar o blog! Desde já agradeço! ;*

      Excluir
  6. Andreia, uma vez eu li uma matéria que uma britânica fez uma cirurgia bariátrica, emagreceu mais de 40 kg e entrou em depressão porque se sentia mais feliz quando era gordinha. Eu sempre bato nessa tecla: a mudança tem de vir de dentro e a gente não TEM que ser magra porque os outros acham que estamos gordas. Temos que ser saudáveis e o emagrecimento vem naturalmente. Mas, acima de tudo, temos de estar com nosso corpo, alma e coração conectados (agora lembrei do Capitão Planeta. Rá!) porque aí sim a mudança será para sempre. Quando eu dizia que queria eliminar 10 kg as pessoas diziam: "Nossa, Carol. 10 kg é muito, você vai ficar muito magra", mas eu sempre respondia da mesma maneira: "É o meu objetivo e vou alcançá-lo". As pessoas à nossa volta são nossas maiores inimigas, as vezes. Ficam dizendo que estamos gordas e quando emagrecemos dizem que não deveríamos fazer isso. Não entendo. Só quem é gordinho e sedentário sabe o quanto é ruim não participar de algumas atividades e viagens porque o corpo não ajuda. Só quem é gordinho sabe o quanto a auto estima é frágil e qualquer coisinha a gente está no chão. Por isso eu te digo: é seu sonho emagrecer, permanecer magra e fazer sua cirurgia? Então tenha foco e determinação. Haverão dias ruins, mas sei que outros muitos dias maravilhosos virão e valerão a pena cada esforço seu. Sugiro que você cogite a hipótese de fazer análise. Nossa cabeça ainda é nossa maior inimiga.


    Beijão e força!

    ResponderExcluir
  7. Isso ai! Chega de desculpites de engordei nas festas, vc sabe o que é bom pra vc e o que vc precisa.. Um deslize que te adicione 200g é uma coisa, mas engordar 2 ou 3 kgs é pq está afundando na jaca demais.. Sei que sou chato, que te cobro, mas tudo isso pq eu acredito no teu potencial e principalmente tu não desistir é motivo para eu seguir firme e não desistir, afinal temos nosso projeto de final de ano né?
    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Eu concordo plenamente com você! Eu não consigo acreditar que as pessoas são felizes gordas. Eu, pelo menos, não consigo ser feliz assim. A nossa diferença é que eu não consigo colocar a máscara de gordinha alegre e sorridente, pq sou super tímida, então tento me esconder ao máximo.

    Mas o importante disso tudo é que você está conseguindo alcançar suas metas e está se sentindo segura!

    Vamos que vamos, que a gente chega lá! ;)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. oi amore.... vc tirou as palavras do meu cérebro rs

    poxa ninguem gosta mesmo de ser gorda, e quem diz que gosta eu acho que tá mentindo ou se enganando, são tantos problemas, tantas privações, até na caminhada minhas coxas assam sabe?? Se eu for de leguin (se escreve assim?) a noite não aguento encostar, um horror, tenho que ir de moleton, além dos olhares, das perguntas do tipo: vc vai comer TUDO isso? E umas bem ruins mesmo, que ja aconteceu comigo, de ficar literalmente entalada na catraca do onibus, é mto ruim!!!

    Mas é bem aquilo né? Se agente quer temos que continuar lutando!!

    vc é linda e vai vencer!! Eu amo vir aqui e ler seus pensamentos, me identifico bastante com vc!!!

    Quanto aos trabalhos da facu, faz parte né? mas assim como o processo de emagrecimento esse tb valerá muito a pena!!

    Ahh eu fiz o meu 1º vídeo sobre meu projeto de emagrecimento, se quiser da uma passadinha lá pra assistir, só não repara a qualidade rs

    bjinhos e otimo dia!!

    http://umanovaformanova.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Andreia, entendo perfeita tudo o que você disse... Eu tbm acho que gordinha pode ser feliz, mas eu me imagino em uma lingire super linda e magra, sem mada pulando para fora né...

    Bota, eu tbm quero muito usar um modelo lindo que vi, mas que por sinal não serviu né...

    Eu posso ser feliz sem esses itens, mas tenho certeza que seria mais feliz poder comprar tudo sem retição de tamanho né...


    beijos

    ResponderExcluir
  11. Amiga, vc ta conerta de razao. Penso como vc. Eu acho q nenhum gordo quer ser gordo, ele se aceita e fimge q goata e q e feliz por puro comodismo. Pois p quem tem esse prpblema, como nos, sanemos q a luta nao e facil. Mas a vitoria e maravilhosa. Vamos ter um peso saudavel. Bjs

    ResponderExcluir
  12. Poxa amiga, que texto incrível!!!
    Parece que quem o escreveu foi eu!!!
    Tudo o que mais quero é ser saudável.... meu corpo nunca será sarado, nem pretendo isso, minha genética é forte!!
    Pernas finas e pança grande entende?? se emagreço muito minhas perninhas somem e a barriga continua ali enorme!!
    Então a minha escolha foi me aceitar e claro fazer de tudo para ter uma vida saudável, até porque tenho muitas doenças né, diabetes... e por ai vai!!!
    Concordo totalmente com tudo que vc disse, e eu tbm não me sinto felliz acima do peso, quero emagrecer uns quilinhos sim, mas com qualidade e maturidade para sim manter!!
    Adorei seu post, me deu um animo em saber que temos objetivos iguais!!
    Um beijo querida....

    ResponderExcluir
  13. é lindeza.. sei bem do ke ta falando.. qdo eu tava OBESA...rs.. eu adotava o lema "ao gordo cabe ser legal"..kkkkkkk ... agora ja posso voltar ao meu jeitão mais sistemático..embora sendo a mesma pessoa de antes..bjokas lindeza e sucesso sempre

    ResponderExcluir
  14. Acho que quase todas nós "gordinhas" já passamos por isso. Chega uma hora que guardar tanta coisa dentro acaba sufocando. A gente vai guardando tanto e guardando mais do que precisa, daí chega o momento que você se olha e não sabe nem quem é aquela pessoa no espelho. Uma pessoa na rua e outra dentro de casa... É uma situação terrível! Eu também tentava superar a minha gordura sendo alegre e divertida o tempo todo, e agora emagrecendo eu não quero mudar isso. Porque magra e triste também não é cola! Coloca o animo lá pra cima e bola pra frente! Beijos

    ResponderExcluir
  15. Ai amigaaaa, quero tanto chegar aos 74 kilos hehehe.

    Concordo com tudo que vc disse, com nossos dramas... será que as pessoas "normais" percebem que passamos por tudo isso ou acham que somos realizadas assim???

    Eu tbm estou num passo de tartaruga, não saio dos 86 de jeito nenhum... :(

    Bjos Bjos

    ResponderExcluir
  16. Muito bem! Saber onde quer chegar é o mais importante. Bjos

    ResponderExcluir
  17. Linda, a frase que vc colocou no seu post foi TUDO...
    "EU NÃO QUERO SER GORDA! EU NÃO QUERO TER PROBLEMAS PRA VIVER COISAS SIMPLES DO DIA A DIA" e assim eu penso e creio que a maioria de nós.
    Costumo dizer que cada um com seu cada um... quem se sente bem, sendo gorda - feliz pra ela, mas para quem não sente, tem mesmo é que correr atrás de ser feliz e se para isso é preciso fazer dieta, batalhar pra carambra - pq não é fácil - enfim, se para ser feliz é preciso fazer isso tudo, que seja! Não ligue para o que os outros falam de vc, não é momento para vc se preocupar com isso. Eu estou focada, podem falar o que quiser, nem dou ouvidos.

    Beijinhos e vá em frente.

    ResponderExcluir
  18. aaai penso EXATAMENTE como você Andréia
    em toooooooodos os aspectos!
    e além disso, tbm to correndo atrás do prejuizo das comemorações ;x HAHAHAHAHAA
    beijinho ;*

    ResponderExcluir
  19. Lendo o post me lembrei de um texto que li a algum tempo atrás em algum blog....não fiz nem questão de gravar qual blog era porque comentava sobre uma gordinha, que sempre era A amiga da galera, sempre divertida, fazendo piadas, animada, parceira pra toda hora, colega de sexo e afins. O autor do texto falava que depois da redução de estômago, ela mudou totalmente, arrumou outros amigos, mudou o estilo de se vestir e blablabla...a reclamação era que a redução de estômago tinha mudado ela, que muita gente que era gordinho e simpático depois que emagrecia virava esnobe. Lembrei também de outras pesquisas, que intitulam que gordinhos são melhores de cama porque tentam agradar mais o parceiro.
    Tudo isso, pra mim, só indica o quanto a gente, enquanto obeso, acaba tentando disfarçar a nossa gordura nos moldando para agradar os outros. Nos deixamos ser "gato e sapato" dos outros pra mascarar as nossas inseguranças, as vezes buscamos aceitação dos outros a qualquer custo, tudo por causa da baixa auto-estima.
    Eu já ouvi, tantas vezes, pessoas próximas que amo, falarem: "quem vai querer aquela gorda?" comentando sobre outra pessoa. Isso, no fundo, vai introjetando na nossa cabeça que se um dia alguém te der bola, agarre com todas as forças e se submeta porque dificilmente aparecerá outra pessoa. O ser gordo é ruim fisicamente, mas emocionalmente acho que consegue ser bem mais destrutivo porque nos privamos de ser nos mesmos.

    Também não gosto de ser gorda e gosto menos ainda de estar acomodada com meu peso. Respeito quem se sente bem com os quilinhos a mais e vive feliz, mas EU também quero ser magra e saudável e poder cruzar as pernas quando sento rsrsrs

    Adorei o texto Andréia...e me empolguei no comentário kkkk
    É que fiquei pensando nas pessoas que "deixei" no caminho ao longo dessa perda de peso, nas coisas que não aceitei mais e que mudei, deixando de buscar a aprovação dos outros. É triste que o afastamento ocorra, mas acho que a felicidade de não estar submetido ao ego e achismos dos outros é compensadora ^^

    Beijocasss
    www.drinksebatom.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  20. Parabéns pelo texto reflexivo. Estás muito bem, pesinho baixando, ótimo, guria ! Beijo, boa semana.

    ResponderExcluir
  21. Eu quando era mais gordinha ligava bastante.. Eu muitas vezes não ia a praia com minhas amigas "saradas" com vergonha do meu corpo, ou no momento que você pede o número da calça e ela não entra, ai bate a vergonha de pedir um número maior... Vestido ? Nãooo.. Só vestido soltinho tipo de praia, onde não marcava muito... Sim eu era chata!
    Tenho a mesma opinião que você Deda. Se a pessoa se sente feliz do jeito que é, ótimo. Mas se ela não se sente, tem que correr atrás do prejuízo e buscar o que quer!!
    Adorei sua postagem!
    Beijoos ;)

    ResponderExcluir
  22. Andreia, me vi no seu desabafo.... tudo o que vc disse é realmente verdade. Só com uma pequena diferença, eu era gorda e achava que nunca conseguiria emagrecer na minha vida. Hoje sei que sou mais saudavel, claro que sou humana e erro tbm na alimentação e outro ponto, eu era sedentária. minhas irmãs sempre diziam que eu era uma gorda que nunca tirava a bunda do sofá, hoje ficam de cara com a minha disposição....
    Sei que vc vai conseguir atingir seus objetivos. Acredito em vc!!!


    bjus

    ResponderExcluir
  23. Amiga só nos que já passamos por tudo isso sabemos o que você esta desabafando neste post,ter passado por todos estes sentimentos e estar na casinha dos 73 kg é uma vitória e grande não acha?Siga firme e que este seja o motivo de forças para continuar e seguir em frente.Beijos carinhosos mil!!!

    ResponderExcluir
  24. Olá Andréia!
    Adorei o teu desabafo sobre ser "gordinha"...identifiquei-me com ele a 100%, tudo o que disseste podia ter sido escrito por mim. Assim sendo, pela primeira vez, não vou escrever-te um comentário longo. Venho apenas dizer-te que compreendo o que sentes quando experimentas roupas nova, a tua nova segurança (que te permite deixar cair a máscara de alegria que trazias posta), o fluxo de auto-estima que experimentas quando sobes à balança e vês progressos. Sou igual. E concordo: mais do que pelos outros, este processo é algo que vem do nosso eu, que fazemos para gostarmos mais de nós.
    Beijinho

    ResponderExcluir
  25. Deda minha couhc linda!
    Eu te entendo perfeitamente :) Mas um sorrisinho disfarçado alegra a vida de muita gente hehehehehehe

    Eu tbm quero colocar uma bota cano longo e fechar o ziper hehehe \o/ Vamos conseguir!!!

    Sei que tu está numa fase difícil com tantos trabalhos da faculdade, mas logo acaba e vem um respiro. Vai com calma, um passo por vez, um dia a pós o outro e tudo se ajeita ;)

    Te adoro!

    Ah! Hoje tem dicas da nutricionista Lilia, passa lá pra conferir ;)
    Beijo Charmoso :*
    http://www.charmosapoli.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. PS: O vídeo do outro post não abriu pra mim =/

      Excluir
  26. Oi Andreia, me identifico demais com o seu texto. Acho que condicionar à felicidade ao emagrecimento é uma grande ilusão e não é ficando magra que seremos felizes, existe muita gente que mesmo estando acima do peso dito ‘ideal’ imposto pelas mídias está saudável, é linda e muito feliz. Para mim felicidade é um estado muito individual e por mais que a gente queira só alegrias em nossas vidas sempre existirão os momentos não tão bons. Mas no meu caso não estava feliz acima do peso. Não encontrava roupa que ficasse bem, mesmo com tantas roupas e com o movimento plus size em alta, estava ficando deprimida me isolando, me sentindo dentro de um buraco sem fundo e para completar veio a questão - que deveria vir antes da vaidade - de precisar melhorar a saúde então resolvi tomar uma atitude. Se vou ser mais feliz quando estiver magra? Não sei. Mas quero continuar tentando.

    ResponderExcluir

Obrigada por me acompanhar! Se seu blog não estiver nos meus favoritos, me avise! Juntos em busca de uma vida saudável! =)