Peso inicial e final

LilySlim Weight loss tickers

sábado, 11 de agosto de 2018

Mais um ano se passou... e eu nem sequer ouvi falar seu nome...

Oi gente, como estamos? Por aqui?! Só a confusão...
Eu to aqui cantando a Lua e Eu porque basicamente o ano eu sumi, né?

Entrei numa onda de trabalhar/ir pra casa que acabou com qualquer resquício da minha personalidade, de cuidados pessoais, virei um robozinho por um tempo. 

Tudo começou com a idéia da família vir passar um mês aqui com a gente na Inglaterra. E com eles vindo resolvemos que iriamos viajar para Italia (Pisa, Bologna, San Felice Sul Panaro, Veneza e Roma), Paris e alguns lugares aqui no Reino Unido. Duas férias seguidas, duas semanas intensas de viagem e toda a minha conta bancária sendo drenada, ou seja: TRABALHAR TRABALHAR TRABALHAR. 

Normalmente quando eu viajo eu seleciono UM, no máximo dois lugares diferentes pra tirar férias, até porque você aproveita com mais calma e não gastam um monte com passagem/trem indo de um lugar para outro. Mas tá, eles vindo pra Europa pela primeira vez, e não sabemos se/quando vão voltar, foi decidido de fazer o esforço de se aproveitar como se não tivesse amanhã.

Para que financeiramente fosse possível, essa que vos fala entrou no modo TRABALHO/CASA, pegando o máximo de horas que eu podia e indo dormir exausta. Descontrolei alimentação (comendo 1 ou 2 vezes por dia porções gigantescas), descontrolei sono, e claro parei de fazer exercício. Ficar 8 a 12h em pé e depois sair pra "caminhar" tava fora de questão para as minhas pernas.

Resultado? Engordei, CLARO!

Quanto a viagem, pelo menos isso aproveitei! A primeira semana fomos para região dos lagos, subimos pra Edimburgo e finalizamos em York. Depois fomos pra Italia e França como já descrevi ali em cima.

Com o pessoal aqui e com as viagens também as comidinhas "especiais" foram quase que diárias e o abuso foi constante. Andei muito, mais do que fofoca e noticia ruim misturado. Não cheguei aos 100kg mas não baixei o peso também... fiquei no mesmo peso do início do ano...

Primeiro... Arrumar a minha alimentação. Fazer uma compra boa daquelas que se encaixa no cardápio bem programado (não adianta encher a geladeira de fruta e verdura se não vai dar pra cozinhar tudo, tem que programar as refeições antes!) Alias, primeiro botar minha casa no lugar porque tá só a zona... Foram 9 pessoas sobre o mesmo teto em uma casa 2 quartos com 1 banheiro... IMAGINA! Então, fazer cardápio diário e semanal com as minhas amadas calorias contadas (porque é o único jeito que funciona pra MIM), tentar religar o Xbox e tentar dançar 30min por dia... De início se eu fizer esses dois por um mês, eu coloco mais coisa na minha lista de tarefas...

A meta é começar na segunda-feira. Sábado e domingo é de arrumação (to aqui no devagar quase parando mas tô arrumando), segunda eu vou começar de alma renovada... logo trago notícias...

Obrigada pelo apoio de vocês... vale muito!

E como eu sou eu, deixar umas fotos das viagens, né?

 Muro com "Eu te amo" escrito em todas as línguas! <3 Paris
 Louvre - Paris
 Jardins de Luxemburgo - Paris
 
 Sorvete de Pistache em Veneza
 Almoço em Veneza
 Esperando o Barco em Veneza
Coliseu - Roma
Praça dos Milagres, Catedral e Torre de Pisa 

Bom é isso, é foto demais! Meu Deus! Espero que tenham gostado...

Abraços, até a próxima!


segunda-feira, 15 de janeiro de 2018

Mais uma semana!

Oi gente como estamos?! Por aqui? Vish!

Então, como eu disse difícil não é começar a dietar, e sim manter, e acabei dando umas escapulidas no decorrer da semana. Mas nada que não pudesse ser concertado, afinal se é um plano pro ano inteiro, tem que incluir as cervejas, as vontades de comer algo diferente, entre outras coisas. Então posso dizer que pequei mas consegui manejar pra não me prejudicar no processo.

Rolou um carbonara com vinho, rolou cerveja com amendoim, rolou hamburguer com batata frita. Rolou tábua de frios... Tudo numa mesma semana! Esse foi o erro, não é que "ah não pode comer", pode... mas não tudo de uma vez, né?!

O dia do carbonara eu tive a sorte de ter comido muito pouco por conta do trabalho, e eu acabei deixando um restinho no prato apesar de estar uma delicia... mas comi pra satisfazer, não pra ficar cheia morrendo e imóvel. O dia do amendoim foi o único que eu me senti culpada pra falar a verdade, porque eu comi o pacote TODO.  O hambúrguer foi no trabalho que eu ia fazer só 3h e acabei ficando o dia inteiro, daí não resisti ao cheirinho gostoso que vinha da cozinha, acabei caindo na tentação, afinal tava morrendo de fome, mas comi leve o resto do dia. Ontem começou meu Holiday (férias do trabalho) e Renan e eu compramos vinhos e frios pra fazer uma noite gostosa a dois. Essa é a semana do aniversário dele, estamos os dois de folga, eu sei que vai rolar muita coisa, então eu vou ter que me virar pra deixar os dias mais leves nas outras refeições e compensar.

Apesar de todas as comilanças fora do saudável eu fui bem. A balança baixou e eu estou satisfeita. To pesando toda segunda pra saber como andam as coisas...

1º de Janeiro : 97.7
8 de janeiro: 96.5
15 de Janeiro 95.9
________________
 - 1.8 kg

E eu já sei que não dá pra ficar neurótica com comer só bonitinho porque é totalmente fora da realidade. Vai ter dia que eu vou ter que comer no trabalho, vai ter dia que vai rolar uma vontade de algo tipo lasanha ou macarrão... Vai acontecer. Então aceitar isso e saber que tem como lidar. Vai emagrecer menos? Sim, mas dá pra continuar emagrecendo... Acredito que o que me atrapalhou nisso foi que a minha RA não foi bem uma RA. foi dieta mesmo. Perdi 25kg, foi lindo, mas contava calorias todos os dias e não saia da linha. Malhava 3x ao dia porque só ia a faculdade e não estava trabalhando. Mas o segundo que eu relaxei, porque não me permitia, olha eu aqui na estaca zero, de volta aos 98 meu maior peso.

A minha intensão não é ser fit. Minha cerveja/whisky no pub jogando uma sinuca é sagrado! O vinho com o marido também seja com macarronada, lasanha ou uns friozinhos quando queremos pegar leve no carboidrato. Eu quero viajar, provar as comidas locais. Comer e beber é um prazer que eu não vou abrir mão. Tiramos o refrigerante por hora, mas também não digo que não vamos tomar nunca mais. Malhar por enquanto só vai se resumir a caminhadas e trabalhar em pé. Minha realidade mudou totalmente, e a urgência de ser magra também.

Quero emagrecer e manter a saúde obviamente, mas aprendi a me aceitar desse jeito assim. Mesmo se eu emagrecer os 30kg que eu quero meu corpo não vai mudar tanto, tem a questão do excesso de pele e tudo mais... Então dessa vez eu vou no meu tempo, Me REEDUCAR a ter limites, mas entender que é um plano pra vida toda, e que concessões são necessárias.

É isso gente linda! Balança baixou e eu to mais do que feliz!
Me desejem sorte essa semana!

quarta-feira, 10 de janeiro de 2018

Ano novo, Post Novo!

Oi gente, como estamos? Por aqui tudo bem, graças a Deus! 

Primeiramente desejar a vocês um excelente 2018 e que todos os nosso objetivos se realizem nesse ano novinho em folha que nos dá a oportunidade de recomeçar.

Falando em REcomeço... eu to no meu re re re re re re re re... re recomeço mais uma vez!

Marido e eu tivemos uma conversa e ajustamos nossos planos e iniciamos no dia 1º uma reeducação alimentar. Resultado foi que em uma semana perdemos ambos 1kg! Tão felizes. Mas começar pra falar a verdade eu acho bem fácil. A questão é manter e persistir na alimentação saudável. As escapulidas se tornam frequentes e quando a gente vê foi tudo por água a baixo. 

Primeiro passo aqui foi tirar o refrigerante. Eu nem tanto, mas ele tomava bastante com todas as refeições e substituiu a água por goles de pepsi. Agora estamos REFRI FREE! Estamos tentando ingerir mais água no dia a dia mas confesso que no inverno a sede é bem menor e mais fácil de desidratar. Eu no inverno me entupo de café quentinho... ahhh! Mas tenho tomado água no trabalho, e aqui além da garrafinha tenho me dado ao luxo de tomar uns copos de Blackcurrant Cordial (é como se fosse um suco mas sem adição de açúcar, bebida de criança, que você mistura com água).

O mais importante pra mim que tá fazendo uma diferença enorme foi reintroduzir frutas na minha alimentação, principalmente banana. Trabalhando de bartender/garçonete acabo ficando horas em pé e as pernas sofrem bastante. O potássio da banana ajuda a não dar câimbras e confesso que ando sentindo menos dores. A mistura da oxigenação e hidratação melhor do corpo por conta da água com a minha bananinha foi um combo muito bem vindo! 

Blackcurrant Cordial com água, ovo com presunto no microondas e banana com cereal, castanhas e raspberries. Café da manhã!

Outra coisa que eu fiz foi não comprar pizza pra mim! Tentar cozinhar sempre as refeições. Pela praticidade acabei pegando o costume dele de tacar uma pizza no forno antes de sair pra trabalhar. Comigo cozinhando ele ainda não usou do artifício, e se tudo der certo manteremos assim, mas ele pediu e eu comprei, mas já internalizei que não são minhas. Pra mim to comprando carnes (frango/porco/gado/peixe) e verdurinhas pra ir mudando durante a semana. 

Massas eu vou me permitir porque eu amo, mas vai ser coisa de 1x por semana e com a quantidade bem controlada. Até comentei com ele que vamos sujar mais panelas mas vamos fazer as porções separadas. Eu quero manter o costume de pesar o macarrão antes de cozinhar e saber a quantidade de caloria que estou ingerindo sem culpa. O molho dá pra fazer em uma panela só e depois colocar no prato por cima.

Bom, estamos na metade da segunda semana e empolgados com o fato de termos começado. Os pais dele vem nos visitar em Julho e esperamos até lá estarmos com cara de gente saudável e cheios de energia pra receber nossos convidados. Com certeza com a minha outra metade a bordo vai ser mais fácil fazer RA. Me desejem sorte! 

Vamos ver se eu diminuo essas bochechas! 

 

Abraços!


terça-feira, 3 de outubro de 2017

determinada...

Oi gente, como estamos!? Por aqui vai tudo indo bem graças a Deus. Não tá 100 por cento ainda mas é um começo. 

Peguei uma gripe daquelas! Sabe quando você tosse e pula alto?! A cabeça chega a doer... mas a vida segue. É passageiro. É uma semana de moleza mas a gente supera. Coisa boa que sopa é excelente pra essas ocasiões! Tenho mais duas porções da de alho poró, então quer dizer que já vou fazer a de abobora com cenoura. Toda essa vitamina C vai ser bem vinda!

O Outono chegou com força aqui, chuva, vento, e eu despreparada sem cachecol acabei pegando friagem. Mas tenho que dizer que o cenário é maravilhoso, as flores se avermelhando e o friozinho pedindo taças de vinho! EU AMO o OUTONO! Fora o Halloween! Dia das bruxas aqui é levado a sério... as crianças vem na porta pra pedir doce e tudo mais! Me parece que no meu trabalho vai rolar uma festa e a gente vai se fantasiar, além de rolar uma banda pra deixar a noite mais agitada. Vou acabar indo com um vestido de caveira e fazer aquelas pinturas de caveira mexicana no rosto. Até já comprei o kit de maquiagem pra fazer a pintura!


Quero fazer algo tipo essa aqui:

imagem ilustrativa retirada do Google...

Eu e a sopa estamos nos dando bem. Subi na balança hoje por curiosidade e o primeiro quilo se foi! Tô tão feliz! Aquele primeiro passo, a motivação pra que tudo se encaixe apareceu! Agora é continuar com o bom comportamento e esperar os resultados. Tava conversando com umas colegas brasileiras aqui de Liverpool e parece que todo mundo tá louco pra perder uns quilos antes do natal, começar o ano mais leve!

Essa não é do Google, essa é a que eu fiz! :)

Passando pra dividir a alegria com vocês! Me desejem sorte! Logo vou tentar voltar as atividades físicas, mas por enquanto vou me focar na alimentação. Eu sei que tudo de uma vez não funciona comigo. É aos poucos... passo a passo a gente se reeduca e faz as coisas acontecerem.

Temos ainda 2 meses pela frente antes do Natal. Minha meta até lá são 5kg a menos... Espero conseguir! Vamos que vamos!

PERGUNTINHA: Meus comentários tem aparecido pra vocês?! Eu sempre comento e nunca aparece nos blogs pra mim... Acho que alguma coisa tá errada... :(

Abraços!

sábado, 30 de setembro de 2017

Podemos dizer que recomecei...

Oi gente, como estamos? Por aqui?! As coisas até que estão indo bem...

Trabalho tem sido um pouco mais complicado, mas a gente vai levando. Aqui se recebe por hora trabalhada e não como no Brasil que é salario mensal. É algo bom porque dependendo do seu emprego e disposição dá pra trabalhar bastante horas e ganhar mais. No meu caso, tudo depende do movimento (trabalho em um pub) tem semanas que por mais que eu tenha horas pra fazer, acabo indo pra casa por não ter necessidade de mais de um staff. Mas a gente acaba se virando e fazendo o mínimo necessário pra pagar as contas. 

Como eu disse no título, podemos dizer que recomecei a tomar os eixos. Meu plano por agora é tomar sopa na janta. Me encher de verdurinhas e leveza antes de dormir. Tenho maneirado nas porções nas outras refeições, mas o fato de comer algo leve antes de dormir eu sei que ajuda bastante. Essa semana fiz uma panela de sopa de Batata e Alho poró, que congelei em porções pra ficar mais fácil, e também já tenho a mão Cenoura e Abobora de Inverno (eles chamam aqui Butternut Squash) pra alternar os sabores e não ficar comendo todo dia a mesma coisa, além de ser uma opção mais nutritiva. 

Agora eu to adorando procurar receita de sopas cremosas. As próximas que eu tenho em mente de fazer é Beterraba com Aipo e Cenoura, e talvez Cogumelo com Tomilho e Arroz. Esperar acabar o meu estoque primeiro antes de comprar o material... Outra sopa que eu gosto bastante é sopa de tomate, parece besteira tomar o molho do macarrão mas se você engrossar o caldo com uma porção de arroz dá uma saciedade boa e é uma delicia. Faço com tomate fresco, manjericão e uma colher de arroz pra uma panela cheia.
(imagem retirada do google, meramente ilustrativa)

Eu fiz uma versão bem mais light do que geralmente o pessoal faz da sopa de alho poró. Não coloquei nem manteiga, nem creme de leite ou requeijão. Fiz basicamente só com cebola, alho, alho poró, batata, sal a gosto e uma colher de azeite pra temperar no final depois que já tava pronta, não pra fritar ou coisa assim. Meu plano é pra ser leve mesmo mas te dar aquele "carboidrato" pra segurar a fome antes de dormir. Até então tá funcionando bem... 

Quanto as outras refeições tenho comido normalmente, cozinhando quase sempre mas ainda teve o dia de botar aquela pizza no forno antes de trabalhar o que eu sei que não é a melhor opção. Mas como tenho feito menos horas no trabalho, quer dizer que eu vou ter tempo de cozinhar pra mim. Sem mais comida congelada! 

É isso. Só pra dar sinal de vida e dizer que ainda não desisti. Aos pouquinhos vou me reeducando de novo. Se der um resultado na balança eu aviso vocês. To na sopa tem 3 dias, então vou esperar dar uma semana antes de subir na balança.  Dedinhos cruzados que vai me dar um bom resultado!

Abraços!



quinta-feira, 31 de agosto de 2017

Peso x Vida x Felicidade x Auto Estima

Oi gente, como estamos?! Aqui vai tudo bem na medida do possível. 

Hoje vou fugir um pouco do tema EMAGRECER e falar um pouco das reflexões que tenho feito sobre a minha vida, as coisas que eu passei, as coisas que ainda passo e como tenho construído minha felicidade e auto estima mesmo com todos os "contras" da vida de obeso. 

Primeiro o importante é frisar que mesmo sendo obesa eu não tenho problemas de saúde. Pressão tá ok, nada de diabetes, falta de vitaminas ou nada relacionado ao peso. Muitas doenças são relacionadas a genética e não somente a obesidade. Estar acima do peso pode sim agravar algumas doenças, mas nem sempre é a causa. Eu por exemplo nunca fui de doces apesar do peso, meu índice glicêmico tende a ser baixo.

Até porque ninguém faz mais dieta do que gordo. A gente sabe tudo sobre a vida fitness. Come granola, chia, linhaça, fruta, integrais. Alimentação é campeã! A diferença é que muitas das vezes a gente cai na tentação daquela cervejinha, do churrasco, da macarronada... Mas não quer dizer que a gente só come porcaria. Como qualquer ser humano NORMAL, tem dia de besteira, mas também tem dia de comidinha saudável. 

Mas vamos a história...

Demorei muito tempo a entender que a minha genética é assim. Quadril e coxa larga, braço de biscoiteira e qualquer escapadela vai direto pra barriga. É o meu biotipo. Eu sou o que chamam de mulher violão. Eu posso fazer a dieta que for, mas se não for na faca eu vou continuar com os coxões e os brações. Falo porque tem gente magra na minha família e eu mesma já fui magra (apesar de achar que era gorda por conta dos mesmos braços e pernas). Se eu soubesse naquela época que eu estava bem e não me colocasse tanto pra baixo por conta de um corpo que eu nunca ia ter, talvez eu não tinha chegado ao ponto que eu estou hoje. A pressão de ter AQUELE corpo padrão, me machucou muito desde a adolescência. Eu sempre sofri me comparando com as outras meninas e já que era "gorda" mesmo não faria diferença continuar comendo, descontar a tristeza na comida, porque ninguém jamais amaria alguém tão feia assim.


Tão vendo essa pequena barriguinha aí que nem era de nada? Mas por conta das coxas e dos braços eu sempre pensava que eu era OBESA, horrorosa, monstra. Gente! Quanta besteira! Sempre andava - e ainda ando - com os braços cobertos. Ninguém me vê sem um casaco ou blusa de manga não importa o calor!

O pior era saber que os rapazes se aproveitavam disso. Da minha falta de auto estima. Já que eu tinha vergonha de mim eu deixava que eles me escondessem, namorava em segredo, sendo grata que alguém tava perdendo o tempo com alguém como eu. Eles claro faziam isso pra ter mais de uma ao mesmo tempo, e eu - burra - achava que era justo. Não importava o quanto eu estudava, ou tinha "admiradores" por conta de ter banda que no fim das contas eu nunca achei que eu merecia algo bom. Afinal eu era um monstro, uma tosca. Era assim que eu me chamava de "tosca". 

Mas sabe, de certa forma foi bom pra mim. Porque por me achar feia eu comecei a me relacionar com gente que também era vista como feia. Que tinham os mesmos problemas e no fim eram pessoas maravilhosas. Namorei super magros, super altos, gordos, nerds, e claro pessoas normais e consideradas bonitas. Esse era o mais incrível. Os caras LINDOS sempre tinham uma queda por mim e eu nunca entendia o porquê! 

Mas daí eu comecei a reparar que quando você não se importa muito com essas coisas de beleza (não falo de não ter vaidade, e sim de estar sempre desesperado pra ser perfeito dentro do padrão) e só aproveita a vida você se torna uma pessoa melhor. Sabe aquela pessoa que senta na mesa e ninguém vê como mulher (era o que eu achava) que fala besteira, bebe cerveja, joga sinuca, curte a conversa e a noite com os amigos? Essa era eu. E algum desses amigos começaram a ver mais em mim do que eu via. 

Meu pai me ensinou que eu não devia ser tratada menos do que uma princesa. A minha vida é uma dádiva e que jamais eu deveria deixar alguém me diminuir. E se não for pra ser bem tratada não vale a pena. E o melhor é o quanto isso afeta as pessoas. Sabe aqueles caras que as meninas viam como feio e nunca deram moral? Então, depois de começarem a namorar comigo, me tratar bem, as outras "moças" cresceram os olhos e começaram a dar em cima. E o mesmo foi comigo. Por que aquele cara tá com ela? O que ela tem de especial? Ela é só uma anã gorda... As pessoas não são nada mais nada menos do que influenciáveis pelo seu grupo de convivência.

Assim eu passei a reparar que eu tenho sim algo de especial .Eu tenho empatia, eu me divirto, eu aproveito a vida. Não digo não pra um churrasco e uma cerveja numa boa companhia. Curto uma noite de fondue e vinho sem contar calorias e acabar com esforço do cara que preparou tudo isso pra me agradar. Eu era uma mulher sem frescura. Sem "não toca no meu cabelo porque vai estragar minha chapinha". Se é pra pular na piscina no churrasco com os amigos eu sou a primeira! Cabelo seca, se tiver feio a gente faz um coque. Deixar de se divertir, deixar de fazer as coisas por pensar nos outros não prejudica ninguém além de nós mesmos. 

Com as amigas, num churrasco a noite, de roupa e tudo!

Quando eu me descobri como mulher, interessante, desejável... eu já estava acima do peso. Como todo mundo sabe eu cheguei aos 98kg no ápice da minha depressão (isso é outra história, que também já contei aqui). Mas eu nunca fiquei solteira sem ser por opção. Quando eu fiquei solteira - e todo mundo insistindo em me apresentar pretendentes - foi a minha escolha de não perder tempo com algo que não era bom pra mim. Isso é outra coisa que sempre me incomodou: VOCÊ NÃO PODE SER SOLTEIRA. Como se mulher só se valida quando está numa relação. Lembra lá que meu pai me ensinou que eu sou uma princesa e ninguém pode me destratar? Então! Namorar só pra falar que tem namorado com uma pessoa que não tinha nada a ver comigo não era uma opção. Eu queria alguém pra jogar videogame, dormir de conchinha, aceitar os meus momentos em que eu queria estar só comigo ou com as minhas amigas, entendesse meus sonhos e ambições e compartilhassem deles. Eu não podia mudar quem eu era pra me "encaixar" na vida de alguém, e também não tinha o direito de fazer ninguém se encaixar na minha. 

Sabe quando as oportunidades passam e você se arrepende porque você tava com a pessoa errada e aquela que você gostava de verdade tá solteira, daí você termina e a pessoa está loucamente apaixonada por outra... É timming! A gente tem que estar disponível pras coisas boas acontecerem. Se você tá se desgastando em uma relação que não é pra você, que você sabe que não é pra você, mas não quer ser solteira/o você perde as melhores coisas da vida. 

Daí entra a parte da minha felicidade. Foi com um mês depois de um término que eu fiquei com a pessoa que hoje é mais importante pra mim. Já pensou se eu tivesse ali, insistindo? Chorando as mágoas com algo que não estava dando certo? Por puro orgulho? Eu estava disponível, sem procurar preencher aquele vazio e a obrigação de que todos me diziam que eu tinha que ter alguém do meu lado pra mostrar pros amigos ou pro ex que eu estava por cima. 

E sabe aquele negócio de ter alguém que corresponde as suas expectativas?! Eu tenho alguém que vai no parque comigo brincar de carrinho de controle remoto (matando todos os outros maridos de inveja - porque eles tem que fingir que são adultos), que joga videogame, que assiste as séries, filmes, animes, que cozinha e engorda junto comigo porque também não nega um bom vinho, uma boa macarronada, um bom churrasco.

Não importou o meu peso, as minhas manias, os meus gostos. Lógico que temos idéias diferentes e discordamos de alguma coisa. Mas respeitamos um ao outro como indivíduo. E sabe, eu sei que esses dois gordinhos causam inveja em muita gente! O que tem de mulher que dá em cima dele, e homem que dá em cima de mim porque vê a nossa felicidade juntos e anseiam pelo mesmo não é brincadeira. 



A vida não se resume ao seu peso. A vida se resume ao seu respeito próprio. A sua auto estima e vontade de ir em frente. Mas nada muda se a gente não muda. Enquanto não nos acharmos merecedores, não tentamos a sorte com coisas e pessoas diferentes do padrão para aprendermos sobre nós mesmos e nos aceitarmos, nada vai acontecer de bom. O que eu posso dizer é: seja protagonista da sua própria vida. Daí se você quer emagrecer, engordar, cortar o cabelo... não importa. Mas se o emocional não tá bom e bem preparado pra todos os desafios da vida, não é o corpo sozinho que vai tornar tudo melhor.

Aposte sempre no seu caráter, no seu bom humor e nas boas lições que a vida trás. O restante é consequência. 

Abraços!

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Quero ver um 8...


Oi gente, como estamos!? 

Então, estou eu aqui numa segunda feira, dia internacional de começar as coisas pra dizer que eu estou me desafiando. Há! Como disse aí em cima no título dessa postagem é que eu quero ver um 8! Chega de 9 nessa balança. Então estou me dando 2 semanas. Pra me reorganizar, pra dar o melhor de mim, pra balancear as coisas. Não digo que vou fazer dieta e atividade física começando hoje, mas digo que vou me policiar na alimentação, beber mais água, e tentar me movimentar. Não quero mentir pra ninguém, principalmente pra mim mesma, mas se eu me policiar e ver um 8 talvez seja a motivação que me falta pra começar de novo. Se eu ver 89.9 na balança já vai ser uma vitória imensa. 

- Primeiro passo eu vou ver se eu tiro a poeira do XBOX que tem UM ANO que eu não ligo e talvez dar uma dançada. 20min é a minha meta por agora. Se eu conseguir pelo menos jogar segunda e terça (meus dias de folga geralmente) já é uma grande vitória. 

- Alimentação até tá mais ou menos. Comi massa com molho bolonhês que é super "rico" (pra não dizer que é uma bomba calórica deliciosa) Mas compensei as coisas. resto do dia só com coisa mais leve. Continuar nessa, me permitir de vez em quando essas "riquezas" mas trabalhar em volta para que o estrago não seja grande.

- Reintroduzir frutas. Confesso que essa é a parte que eu mais peco. E o estranho é que eu gosto de fruta, só preguiça de comprar e comer mesmo. Dá fome dá-lhe bauru. Vamos lanchar uma frutinha, né?!

- Parar de fazer só 2 refeições por dia. Esse foi meu pior erro no outro trabalho. Almoço e janta. Nada mais durante o dia. Sempre desesperada de fome. Até porque eu não tinha folga durante o dia pra comer. Agora eu tô num emprego muito mais tranquilo que me permite fazer tudo certinho. Então vamos aproveitar.

- Desinterrar o meu MyFitnessPal. Era tudo mais fácil com ele. Ou pelo menos anotar as minhas alimentações pra ter algum controle. 

É isso. Segunda que vem eu passo e falo como foi essa primeira semana, e se teve algum resultado. Tomara que em duas semanas eu veja esse 8! Me desejem sorte.


Aé, não sei se meus comentários estão chegando no blog de vocês, não tem aparecido nada pra mim, então por favor me avisem!



:)

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Dando as caras!

Oi gente, como estamos? Por aqui... daquele jeito!

Mas... muitas coisas mudaram nesse meio ano que se passou e posso dizer que foram boas. Uma delas é mudança de emprego. O dinheiro tá mais curto, são menos horas trabalhadas mas a cabeça dessa pessoa que vos fala está mais leve, e um pouco mais preparada pra enfrentar o que vem adiante.

Eu gostava bastante do emprego que eu tava, não vou mentir, mas com ele veio muito stress e pouco tempo pra mim mesma. Esse ano em que trabalhei eu me deixei de lado. Virei uma daquelas pessoas que vivem somente pro trabalho. Por mais que o salário fosse bom, a minha energia estava sendo totalmente drenada. Consequência? O peso subiu e lá fui eu pra casa dos 90 de novo. Pra quem chegou aos 60 e poucos, quase 30kg a mais é MUITA coisa.Trabalhar, comer, dormir, trabalhar. Essa foi minha vida no ultimo ano. 

Acaba que a duas semanas a trás eu tive um surto. Cansada, estressada, me senti bem infeliz com a minha situação e acabei pedindo demissão sem mesmo um plano de fuga. Mas graças ao céus e a um bom amigo já estou empregada. Fazendo menos horas, como comentei, mas feliz em ter tempo de curtir meu marido, trabalhando com pessoas bem humoradas e em um emprego que tenho aprendido a gostar. 

Trabalho agora num pub, que também serve comida, então tenho feito bar (servir pints - chopp) além do trabalho que tenho feito no outro que é de servir comida nas mesas (garçonete - waiting on). É mais descontraído, você tem mais contato com os clientes e não tem a pressão e correria que tinha no outro. Tem correria especialmente em dia de jogo porque o pub que eu trabalho é um sport bar, ou seja, tem promoção de cerveja pra quem assiste as partidas no pub fazendo o espaço ficar lotado! Mas ao mesmo tempo não tem a babação de ovo que se tem no restaurante, porque ali você serve a cerveja, recebe o dinheiro e muda pro próximo cliente. Eu tenho me divertido! 

Resumindo, com mais tempo tenho feito mais refeições caseiras, sai da pizza diária, e até consegui abaixar uns 2kg do que tava antes. Isso em 1 semana de trabalho. Agora é aproveitar pra me policiar e "dietar" de novo. Nesse momento to aqui nas minhas frutas secas pra segurar a fome porque quero fazer uma refeição mais reforçada antes de ir trabalhar. Outra coisa que notei é que tenho consumido mais água, porque eu tenho tempo pra isso. No restaurante eu mal bebia um copo por dia por conta da correria.

Ainda não voltei para as atividades físicas, mas ontem mesmo dei uma caminhada com o amado até a praia, aqueles famosos 5k que eu fazia antigamente todos os dias. Não foi com o "intuito de exercício" e sim pra relaxar, mas acaba que queima as calorias do mesmo jeito. 

No mais espero ter novidades boas pra contar daqui pra frente, até porque tem todos os meus planos pro casório parte 2 em janeiro. Não sei se contei pra vocês, mas me caso DE NOVO em janeiro. Dessa vez no Brasil, com meus amigos e familiares. Então quero ver se fico mais "magrinha" pra estar mais sorridente ainda no meu casamento. Não se preocupem, o marido é o mesmo! kkkk

Fazem 3 anos que estamos juntos, que eu me mudei pra Liverpool - Inglaterra, e que a gente tem aprendido um com o outro e se amado cada dia mais. Eu acredito que fui até uma noivinha bonita aqui apesar dos kg a mais porque afinal é a felicidade que conta, né?!

Falar em felicidade, voltei a Edimburgo, dessa vez com o amado! Foi tão bom! Fui no meu aniversário (abril) e ainda ganhei upgrade do quarto por conta da data especial! Vou deixar umas fotos, porque vocês me conhecem, ADORO foto!

Primeiro: Aniversário (Inclusive celebrei no pub que estou trabalhando, porque lá é meu lugar favorito nessa cidade, e inclusive foi o primeiro pub que eu fui no meu primeiro dia aqui em Liverpool.


Teve brigadeiro, beijinho, torta de frango, antepasto de berinjela, e claro mesa de frios! Marido fez uma decoração com balões e bandeirolas... bonitinho demais! <3

Edimburgo: Viagem a dois nas Highlands!


 Jardins, palácios, catedrais, castelos! Ah gente! Foi maravilhoso!

No mais deixo meu abraço, e digo que senti falta desse cantinho. Estou feliz por ter tempo. Pra mim, pro meu blog, pra minha vida! 

Até a próxima!

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Recomeçando hoje!

Oi gente, como estamos?

Sei que é loucura começar perto do natal, mas... o 9 era um digito que eu achava que não ia ver nunca mais, e aqui ele está! Triste, muito triste. Então de novo fui as compras e tentei fazer o certo. Comprei os "lanchinhos", muito macarrão integral pra segurar fome, arroz pra salada (Red Rice - Arroz vermelho), entre outros artifícios como rice cakes (chips de arroz) e oatcakes (chips de aveia). Vamos ver como eu me saio essa semana. Não quero ficar só no trigo, então quero ver se me acostumo com esses lanches de arroz e aveia. Comprei as sopas de caneca pra hor do desespero de fome da madrugada... As frutas desidratadas que eu tanto queria pra levar de lanchinho também consegui 2 pra provar (maçã e banana) além de castanha de cajú pra ir no mix.



E não só comprei, mas comecei hoje já com um almoço levinho de 60g de macarrão integral com atum e 2 colheres de chá de cream cheese. Temperado com cebola roxa, alho e sal marinho. Lindo! Gente aqui essas coisas são tão baratas que nõ tem nem lógica. Eu acho caro (porque o comum é cerca de 36p ou £0.36) pagar £1 no pacote do macarrão integral. 


Mas enfim. Vou me comportar essa semana, já coloquei minha refeição no contador de calorias, agora é ver se eu sigo a risca o que eu planejei.

Tenho que ir trabalhar, depois volto com mais tempo! Beijo povo!

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Eu totalmente perdi o controle...

Oi gente, como estamos? Aqui está bem, apesar de tudo.

Eu perdi o controle. Tenho comido demais, e nem me toco. Hoje eu coloquei uma quantidade imensa no prato e vi que tava cheia e briguei comigo mesma pra parar, porque a compulsão só iria parar quando o prato chegasse ao fim. Entreguei pro meu marido e disse, estou satisfeita. Mas essa foi a primeira entre muitas que eu não me dei um corte. Não sei o que aconteceu comigo. Parece que eu perdi o filtro sabe. É 2 sanduiches, é copos e copos de refrigerante. Nem antes eu era assim, na época que eu engordei por conta da depressão. Até porque eu não tenho nenhum motivo pra comendo compulsivamente. Casamento vai bem, emprego vai bem. É pura gula.

Eu to pensando em voltar a controlar minha alimentação no myfitnesspal. No auge da minha disciplina eu programava o dia antes, escrevia e colocava na geladeira e seguia direitinho o que programei. Vai ter que ser algo drástico. Porque to sem alto controle. Vai ser DIETA mesmo. Comida regrada. Enquanto eu não voltar ao normal não tem como.

Enfim, to chateada comigo. Porque eu venho aqui, falo e falo e não faço nada. Comprei as coisas, comprei, durou uma semana e aí fui de volta a todas as porcarias de novo. Ai Andréia. credo.

Ta decidido, tentar acordar mais cedo amanhã e comprar comida congelada dos "weight watchers". Não adianta, eu não cozinho, eu só boto no forno, então que seja algo saudável, mesmo que seja mais caro. Parece que se não doer no bolso, nada vai mudar...

Próxima folga eu conto como foi...