Peso inicial e final

LilySlim Weight loss tickers

sábado, 20 de junho de 2015

Pesagem do dia 20! #ProjetoDedaEmForma

Oi gente, tudo bem?! Por aqui vai indo...
Bateu um desânimo imenso.

Uma coisa que eu percebo é o quanto minhas atitudes mudam quando ocorre alguma mudança. Ontem foi o meu último dia de curso de inglês... Eu tava tão mal internamente que nem fui lá, porque não queria me despedir. Hoje eu tô com a mesma sensação horrível de depressão. São nessas fases que eu engordo... não posso deixar acontecer dessa vez. 

Tudo começou com a muito tempo atrás quando um ser se mudou pra minha casa, foi quando eu comecei a engordar, em meio a muita briga e provocações. Depois meus pais se separaram, o peso só aumentou. Depois eu mudei da casa onde eu cresci, e eu nem tive opção de opinar na casa a qual nos mudaríamos. No meio disso, eu tinha saído de casa já por várias vezes (lembro de passar meses morando com a minha vó, ou na casa de um amigo). Tudo tão emocionalmente conturbado que o único conforto que eu tive foi a comida. Daí saí da casa da minha mãe pela última vez, e fui morar com meu pai. Foi quando eu tive alguma estabilidade emocional e comecei a emagrecer. Depois disso devida as mesmas pessoas que me prejudicaram na casa da minha mãe, fui forçada também sair da casa do meu pai. Pronto! Ganhando peso tudo de volta... dos 69 que eu tinha alcançado, aos 80. Daí conheci o Renan, e tive mais uma grande mudança na minha vida, uma boa, por sinal. Mas mesmo assim, deixei tudo que conhecia pra trás, amigos, família, rotina... Daí aqui voltei pros 89. E recomecei aqui a minha jornada com 88 no meio de dezembro do ano passado.

Eu não tenho "back bone", ou como dizem em português, espinha dorsal. Na minha vida inteira os problemas nunca foram resolvidos, finalizados, eis a minha mania de fugir (como não ir na ultima aula ontem), ao invés de concluir as coisas. O vício de viajar pra espairecer, ou esquecer, a qual eu fui acostumada desde sempre é muito maior do que esperar por conclusões. Sempre foi assim, todas as vezes que algo sério acontecia, eu ganhava uma viagem. Ao invés de resolver, me mandavam pra longe pra poeira baixar. Ótimo pro meu passaporte e conhecimento cultural, péssimo pra mim como ser humano. 

Acho que em 27 anos, é a primeira vez que eu não tenho pra onde fugir. Dessa vez eu vou ter que lidar com a falta sem poder espairecer. E ter o máximo de autocontrole pra não descontar na comida a frustração. Porque mesmo com as fugas, eu descontava na comida, distraia a cabeça, mas não as feridas da alma.

Essa semana vai ser complicada... A anterior já foi. Acho que o dia que eu mais descontrolei foi na festa de despedida do curso. Foi a que eu comi muita coisa lá, e muita coisa em casa, sem a mínima necessidade. Mas por incrível que pareça, ontem e anteontem eu me controlei bem (sabendo da pesagem de hoje), tentando salvar um pouco da dignidade que me resta e não ver um sinal vermelho com a adição de peso.

Mas quanto a atividade física, deixei muito a desejar. O desânimo não me deixou queimar tantas calorias. Eu não tive o mesmo empenho de todos os dias. Mas não deixei de fazer. Apesar de tudo, pelo menos nisso eu to me agarrando. No mínimo 40 min. Não menos. E por essa razão, não postei ontem o cardápio da semana, já que tem mais descontrole do que controle. Mas se alguém quiser conferir é só ir na minha página do MyFitnessPal.


#ProjetoDedaEmForma 

PESO: 81.9 kg (0)
ÍNDICE DE MASSA CORPORAL: 36,4 (0) Obesidade II
PORCENTAGEM DE GORDURA CORPORAL: 55,7% (0%)


Pelo menos fiquei no zero a zero... Espero melhores resultados na próxima semana... Desculpa a autoanalise aí nesse textão!


#Mudando de Assunto!

Deixar umas fotos da Despedida do Curso, e da saída de mais tarde (faz bem mostrar as vezes que eu me arrumei... kkkk) porque o Renan notou que eu tava tristinha e me levou pra sair, dar uma distraída....


 Antônia, outra brasileira do projeto!
 Las chikas Mexicanas <3 Super gentis e animadas!
 Julie e George - Professora e Ajudante
 Get Evolved  Migrant Woman
 Amor e eu no Bar "The Old Bank" curtindo uma música ao vivo
Porque se arrumar as vezes faz bem pra alma...
 E no bar, tinha que ter cerveja, né?!

Boa semana! Tomara que vocês tenham tido mais resultados positivos! Até a próxima.







Comente com o FACEBOOK!

15 comentários:

  1. Eu tb fiquei no zero a zero essa semana. Mas eh melhor que ganhar né ?Rs
    Arrasou no look hein!!!! Lindona !!!
    Não deixa o desânimo te pegar. E vamos juntas tirar o foco da comida. Vamos sair do zero a zero!!!!!
    Beijão
    ♡♡♡♡♡♡♡♡♡

    ResponderExcluir
  2. Oi lindona!
    primeiramente estava linda na saidinha a noite heim rssr
    E aqui problemas são assim mesmo,tiram a gente completamente do rumo,precisamos saber lidar..
    é dificil mas preciso !
    Que a proxima semana seja melhor
    beijos e otimo restinho de sabado...
    Ah estou indo para um arraía...dificil manter :(

    ResponderExcluir
  3. Amiga,problemas todos nós temos,mas precisamos tirar forças de onde não temos para conseguirmos seguir em frente.Adorei o look!!!!! Estava um luxo só.Não fique triste com seu peso,pois pelo menos você não aumentou.Beijinhos!!!!!!

    ResponderExcluir
  4. Eu também não sei lidar como os problemas, não sei chegar até o fim com eles, tento de alguma maneira fugir deles sem completar um ciclo. Isto é muito ruim... mais como disse a Jane problemas todos nós temos, mas precisamos tirar forças de onde não temos... aí que vem o perigo, se não conseguimos a comida é o maior consolo para nós. É horrível a situação... mais vamos lutando, vivendo a cada dia.
    Está muito bonita com seu look.
    Sucesso.
    Abraços.

    ResponderExcluir
  5. Estou na mesma que vc.
    Procurando emprego desesperada, rsrs
    Mas temos que focar nas coisas boas. Olha qta coisa legal que vc faz, eu não tenho isso, nem amigos tenho aqui.
    Leia muito, foque em coisas boas, cuida de si mesmo e aproveita. Toda fase ruim passa.

    bjuss

    ResponderExcluir
  6. Olá Andreia! Pelo o que resume no post, esse fato de você sair para fugir dos problemas atrapalhou mesmo essa questão de lidar com eles. Acho que a partir de agora, você começará a aprender a respirar e analisar aquilo que está errado - já que você falou que não tem mais para onde ir, hehe... ...sempre é bom pararmos para pensar e ver o que estamos fazendo errado ou certo e o que devemos fazer para dar um próximo passo!
    Com relação ao seu peso, não desanime mesmo! Siga sua AF, mesmo quando não tem muita vontade - comigo tb é assim às vezes, e tente sempre, a cada refeição, retomar a RA! Você vai conseguir!

    :)
    Thais
    agendafocoecozinha.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  7. tb como sentimentos...horrível isso :(
    Engordei quase 10kg no último ano por ansiedade.
    Mas, o que passou passou...vamos recomeçar.
    Sempre!!!

    Beijosssssssssssssssss
    ┌──»ʍi૮ђαツ

    ResponderExcluir
  8. engraçado essa que você comentou Andréia de como misturamos sentimentos com comida. Ainda quero fazer um post sobre isso pois eu sempre fui magra, até que comecei a me descontrolar emocionalmente e a balança subiu quase 30 quilos! Um absurdo né? Mas enfim, o bom é se conhecer e aprender a dar a volta por cima tendo concluído e encarado o que era necessário! Conta comigo nessa batalha ok? E olha, babei na sua super produção, linda demais! Beijo!

    ResponderExcluir
  9. Vamos lá, sempre avante, amiga.

    ResponderExcluir
  10. Deia... PARABENS!!

    Algumas pessoas não admitem que estão sem forças... e vc não se esconde.
    Eu acho que vc já está se encontrando. Porque vc ja sabe pq fugia ou pq o mundo deixava que vc fugisse.

    Deus nos dá tantas oportunidades na vida pra crescer, pra ser uma pessoa melhor...
    E vc está tendo mais essa oportunidade.

    Sabe. não se culpe e não se cobre.
    Uma vez li uma frase que dizia "Não sofra, Deus permite que algumas coisas aconteçam". Mas Deus te dá forças para supera-las sempre.

    As vezes só o tempo pode resolver problemas e conflitos, ou nossas constantes buscas.

    Recomendo ler alguns ensinamentos de um filósofo chamado mokiti okada, no site www.messianica.org.br

    Acho interessante a maneira como ele lida e fala sobre as coisas simples da vida.

    Beijos amada.. fica com Deus..

    ResponderExcluir
  11. Oi Deia... Não desanime. Momentos de tristeza são bem comuns para nós gordinhas que tentamos entrar no ritmo. Permita-se momentos de prazer... um bom livro, uma caminhada sozinha em um lugar lindo, um drink no final de semana, uma companhia agradável vai te ajudar a superar estes maus momentos. Não se cobre tanto, acho que jacar de vez enquando faz parte da dieta. Só não abandone. Recomece sempre. Resiliência é a capacidade de se recobrar facilmente ou se adaptar à má sorte ou às mudanças. Beijos pra ti! <3

    ResponderExcluir
  12. Nossa, nossa, nossa, nossa... Que gata essa mulher!
    Você algumas vezes já me disse que não se arruma tanto (ou nem tanto como deveria), então eu digo: "Se arrume, porque você é linda!".

    Te entendo perfeitamente, sentimos um vazio, uma tristeza tão grande, né? Mas que não devemos preencher com a comida!

    Nem todo empate é derrota!!!

    Beijo♥

    ResponderExcluir
  13. Nossa, Andreia, parece até que eu escrevi esse post!!! Rsrsrsrsrs...me identifiquei totalmente com ele e sei exatamente o que vc esta passando. Eu também tenho esse problema com "finalizações", sempre é muito difícil pra mim concluir alguma coisa e isso é porque o medo de falhar é imenso. Queremos tudo tão perfeito que paralisamos, fugimos e tentamos esquecer...e assim vamos deixando um mundo de coisas e situações inacabadas...né? Encerrar ciclos é muito importante, então, mesmo que seja a passos de formiguinha, encerre todos os seus ciclos que ficaram em aberto...vc vai perceber que a cada ciclo fechado, vc se sentirá mais leve...e aí tudo vai fluir melhor. É um exercício diário, mas vale a pena. Um beijo bem grandão pra vc, suas fotos são lindas, vc é linda, adorei o último look!!

    ResponderExcluir
  14. Deia, tão linda você!
    Eu posso imagino quanto foi difícil e ainda é pra vocês lidar com tudo isso, mas a vida vai ensinando muito com estes desafios, viu ?
    Foque sempre em você, na sua saúde e emocional e física e mesmo sem vontade, faça mesmo a sua atividade física e tenha força no controle da ansiedade pra não atacar a comida. Tenho certeza que você vai conseguir superar tudo isso!
    Beijo
    Ca

    ResponderExcluir
  15. Eu sempre me identifico muito com vc, pois a minha vida em família sempre foi bem estranha tb!!! E concordo muito com o fato de que essa busca desenfreada por comida seja uma forma de mostrar que tem mesmo muito sentimento mal resolvido no meio. Você nunca fez terapia para tentar amenizar essas questões!? É uma excelente opção, viu! Porém, apesar de tudo somos muito guerreiras, pois a gente nunca desistiu de buscar o novo e de colocar um ponto final nessa bagunça que a balança mostra. Então, temos que ver tudo pelo lado positivo também. Um beijo e fique firme

    ResponderExcluir

Obrigada por me acompanhar! Se seu blog não estiver nos meus favoritos, me avise! Juntos em busca de uma vida saudável! =)