sábado, 15 de junho de 2013

Bullying

Acho incrível como tem se espalhado o combate contra ao Bully, apesar de que ainda é bem frequente e vamos combinar sempre vai ser. Ontem em um dos blogs assisti um vídeo a respeito de uma jornalista que recebeu uma carta e deu uma resposta a altura e isso ficou na minha cabeça.

O Vídeo:


Pode parecer de certa forma contraditório postar imagens como essa abaixo, mas tenho que dizer que não é fácil, não é bonito passar pelo que passamos. 


Eu sou totalmente contra obesidade, acho que ninguém deve chegar a esse estado, porque é uma doença que desencadeia outras doenças. Mas também sei das dificuldades de ser obeso, e sei que não é um caminho fácil. Ninguém opta por ser assim. Requer cuidados! Amor, atenção, uma conversa leve que inspire força de vontade. Não medo, não ódio... 

Não é diminuindo alguém que você o faz emagrecer, se fosse assim eu não teria ficado tantos anos na obesidade grau 3. Saúde, bem estar, são decisões pessoais. Não é porque eu sou a senhora RA agora que eu deva me esquecer o quão foi difícil chegar aqui. Fora que eu ainda sou gorda. Eu me vejo um pitelzinho, os que me conhecem me parabenizam, mas pra quem nunca me viu na vida eu continuo sendo uma gorda qualquer. 

As pessoas em sua grande maioria são cientes do seu corpo, do seu estado de espírito. Mas são tão atacadas, desrespeitadas, que a cada dia se torna uma tarefa mais difícil alcança-las. Porque o olhar das pessoas diz tudo. Não precisa nem dizer "é gorda" as pessoas te tratam como doente. Totalmente diferente. Entrar numa loja, até no supermercado, todas as atenções são voltadas pra você. O que você coloca nas suas compras, o que você come na lanchonete... É uma pressão de dar medo!

Acredito que devemos pregar o RESPEITO!. SEMPRE. Ninguém sabe da vida de ninguém, as razões que as pessoas têm pra chegar aonde chegaram. Seja tireoide, seja genética, seja compulsão, não importa. Quando se vê alguém em dificuldades deve-se ter COMPAIXÃO, mas nunca exigir que essa pessoa tenha as mesmas escolhas que você. Somos seres únicos, singulares, o que cabe a mim nem sempre é o que cabe ao outro, essa é a beleza da nossa individualidade.

Outra polêmica que surgiu foi a questão dos nomes dos pais saírem da CI. É incrível o valor de família pras certas pessoas. Muitas chegam até se cegar. Família não é um nome na certidão de nascimento, e sim nas ações... Sinceramente... não mudaria nada o meu amor pelo meu pai se não tivesse PAI ou MÃE na minha CI. Eu já tenho sobrenome, já é o bastante pra dizer a que família eu pertenço. 

Mas eu sei que pra muita gente é constrangedor o fato de não ter um pai. O fato de ser chamado de "filho do leiteiro", "filho do padeiro","filho de chocadeira"... Bullying! Fora quando o pai ou a mãe tem algum antecedente criminal. E a questão nem é TIRAR o nome do pai do documento, e sim a substituição simples de PAI e MÃE por "PAIS". Gente! Quanta criança ai pra ser adotada, pra ter uma oportunidade na vida, carinho, amor, e não pode porque são duas mulheres, porque são dois homens?! Quem dera eu ter duas pessoas que me ame e me apoie! Ser pai, ser mãe, já diz o velho ditado "é o que cria, e não o que faz"

Acho bonito o fato de ainda existir família pra muita gente, mas nem todos tem esse conto de fadas. E nem todos querem de fato pertencerem a esse núcleo familiar (eu mesma to sonhando em tirar um sobrenome que eu não quero na minha vida). Preguem sim os valores de família, se formar a minha vou tentar ao máximo ensinar aos meus filhos sobre fraternidade, união, amor... mas eu não tive isso, e não vou fingir pro mundo que eu faço parte de uma família feliz. Não! Mentir não é certo!

O mesmo com a homosexualidade. Acho que ninguém gosta de nascer gay, não é fácil ser gay assim como não é fácil ser gordo. É de grande dor, confusão e aceitação. Acho que não devemos querem impor a ninguém a quem você pode ou não amar. Já basta o quanto impomos o ódio a tudo que nos é diferente. Acredito que muitas questões homoafetivas devem ser resolvidas, quanto a limite de exposição, DA MESMA maneira que questões heteroafetivas também devem. A falta de decoro tá para todas as classes e todas opções sexuais. 

Acho que já falei demais. E aos que citarão religião, já deixo: Me dá uma parte da biblía em que CRISTO falou algo diferente disso. Não quero Moises, João, José... quero Jesus criticando alguma forma de amor.

Sou cristã, mas antes de tudo sou um ser humano que tem nojo de gente preconceituosa. Eu já senti o ódio alheio na minha pele, e JAMAIS vou  apoiar que ele continue sendo passado adiante.

12 comentários:

  1. Excelente a resposta! Antes da Internet já era difícil conviver com quilos a mais, mesmo sem ser obesa. Incentivar hábitos saudáveis é fundamental, mas respeito é ainda mais importante.

    Vou colocar um link para este post lá no meu blog.

    ResponderExcluir
  2. E verdade isso num pais tao evoluido e ainda existe preconceito. E claro que ninguem fica obesa pq quer.
    bjus e otimo fds

    ResponderExcluir
  3. vi esse video ontem e adorei a reposta da jornalista, ela foi ótima!!!


    bjus

    ResponderExcluir
  4. Gatona, to sumida né, mas logo volto com força total para o blog...
    você esta linda e magra! =)
    parabéns!
    o video foi sensacional, realmente precisamos observar o que esta sendo transmitido para as crianças, nos somos a referencia delas.
    parabéns pelo post
    beijos

    ResponderExcluir
  5. To louco para assistir um vídeo registrando o seu 69!!! Bjs

    ResponderExcluir
  6. Oi Flor
    Você tem toda razão
    Gostei do video

    Um Beijo Grande e um Maravilhoso Final de Semana
    Andrea

    ResponderExcluir
  7. Coberta de razão, amiga !! Beijo.

    ResponderExcluir
  8. Amei o vide-o,me senti no lugar da jornalista deve ter ficado muito chateada,porque além do desrespeito a verdade doí,e hoje em dia parece que chatear as pessoas virou vicio,as pessoas ainda falam como se fossem os donos da razão...Bjs amore fiquei feliz pela sua visita lá no blog.

    ResponderExcluir
  9. Andreia, só faltou eu bater palmas para esse texto. Falou tudo! Cada um tem a sua história, seus problemas e não cabe a ninguém julgar. Ah, se todos pensassem assim... o mundo seria tão lindo.

    ResponderExcluir
  10. Falou e disse Deda!!! Eu tinha visto o vídeo dessa jornalista. E é incrível o preconceito com os gordos. Como disse o Léo Jaime, "o gordo é o novo preto"... é o único preconceito que ainda é totalmente aceito pela sociedade. Já viu esse texto dele? É excelente. O pior é quando as pessoas falam que é complexo, que ninguém fala nada... mas, muitas vezes, só no olhar nós vemos o preconceito das pessoas com os gordos. E o preconceito com os gays tb é terrível, mas acho que está melhorando muito... espero que sim!

    Adorei seu post! :)

    Beijinhos

    ResponderExcluir
  11. Esses preconceitos estão tão arraigados na sociedade que as pessoas chamam de cultura, mas nada mais é do q o pensamento comum, a grande massa de manobra que olha o diferente, aponta e desvia as atenções de si para se manter na sua zona de conforto. Já sofri muito preconceito, e ainda sofro. Minha mãe diz não se opor à minha orientação sexual, todavia não quer que eu apareça com a minha mulher perto de meus familiares, já fui apontada por ser gorda, por ser lésbica, por ser vegetariana/vegana, sempre tem uma maioria disposta a apontar o dedo, mas aquela velha máxima é real: a cada dedo que tu aponta pro outro, 3 apontam para ti mesmo.
    Beijão gata!

    ResponderExcluir
  12. eu tenho trauma, paúra, horror, pânico da obesidade.. não só pelas doenças ke ela acarreta mas tbem pela vergonha e humilhação que já passei por ser gorda.. enfim.. o problema não é a obesidade em sim.. é a DISCRIMINAÇÃO.. bjokas lindona e sucesso

    ResponderExcluir

Obrigada por me acompanhar! Se seu blog não estiver nos meus favoritos, me avise! Juntos em busca de uma vida saudável! =)