terça-feira, 3 de março de 2015

Vamos falar de pele?!

Oi gente, como estamos?! Por aqui vai indo... to tentando sobreviver. Acabou a monstra da tpm, mas agora vem a cólica e dor nas pernas. Tô aqui quietinha no chá e no remédio. Mas ainda tenho mais dias pela frente. Paciência é uma virtude...

Já tem um tempinho que eu to querendo tocar nesse assunto com vocês. Eu sempre reclamo da minha flacidez, do meu excesso de pele, e fico pensando sobre os vários cuidados básicos que eu tomo com ela. 

#Vamos Falar de Pele?!


Quem enfrenta um caso de obesidade mais intenso, geralmente enfrenta um estiramento da pele, as famosas estrias, e acabam sofrendo com a "queda" da barriga. E não só impedimento de movimentação, esse excesso de pele pode causar várias outras doenças se não tiver o cuidado necessário.  Além de que no fim do processo, o preenchimento vai e a pele estirada fica causando incomodo entre as pernas, barriga, seios, braços... Em ambas as fases, o cuidado é o mesmo!

Num país quente como o Brasil, é comum transpirarmos muito, e essa pele acumula umidade entre as dobras. Essa umidade pode causar fungos, acúmulos de bactéria, e no caso de qualquer ferida na região uma infecção. Então é importante sempre manter a higiene. Após o banho ter certeza que o corpo foi devidamente seco em todas as nossas "dobras" pra evitar que isso aconteça. E sempre que transpirar demais, procure se refrescar e tirar o excesso de liquido dessas regiões se um banho não for possível.

O excesso de peso também provoca o aumento da transpiração, já que o transito sanguíneo é mais difícil devido a mudança de pressão, atrapalhando no funcionamento de todas as glândulas do corpo. Isso pode causar sudorese, cravos e espinhas, a diminuição da libido e até mesmo o aumento da quantidade de pelos pelo corpo. Já na cabeça, o excesso de oleosidade pode entupir os folículos, e causar a queda de cabelo.

As partes de maior atrito devem ter um cuidado todo especial. Queimaduras e verrugas são muito comuns nessas regiões. É importante que além da higienização constante, se use proteção, como o uso de uma bermuda mais comprida ou meia calça evitando os ferimentos na pele.

Até mesmo a celulite que tanto nos incomoda é uma doença de pele. É uma alteração causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, fazendo com que essas células fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com desníveis e nódulos. É causada por alterações no tecido gorduroso sob a pele, em conjunto com alterações na microcirculação e consequente aumento do tecido fibroso.

Infecções cutâneas, micoses, furúnculos, e até mesmo necrose são mais comuns em pessoas obesas. Então a nossa atenção com a pele deve ser redobrada. Sempre observe bem no espelho e não deixe nada mais sério acontecer com você!

Uma coisa que não é doença mas me incomoda bastante é o peso e movimentação desse excesso de pele. Caminhar, correr, pular causa uma dor muito grande com o movimento das nossas dobras. A minha solução mais próxima enquanto não faço uma cirurgia pra retirar o excesso, é calcinhas, camisetas, bermudas e macaquinhos de compressão. Eu já falei sobre isso a muito tempo atrás. E faz milagres viu. Nada como ter firmeza ao se movimentar. 

Tem das opções mais simples as mais modernas...

Lembrem-se ocorrências constantes de ferimentos, ou qualquer alteração na aparência da pele procure o auxílio de um dermatologista e outros médicos. O nosso bem estar e saúde devem ser prioridades!

Uma boa dica é ter talco e Hipoglós em casa. O talco é ótimo para umidade e a Hipoglós alivia a dor de queimaduras de atrito. Lembrando q um médico deve ser consultado devida a possibilidade de alergias!

Espero que tenham gostado! A gente tem que falar dessas coisas!





Comente com o FACEBOOK!

12 comentários:

  1. Oi Déia!
    A flacidez assombra a todas, desde as que enfrentaram um caso de obesidade mais intenso ou não. Cada um tem o seu grau e ela incomoda sempre, né ?
    Eu tenho bastante por conta do efeito sanfona...preciso é tomar vergonha e encarar a musculação. Como nunca fui mega obesa, não preciso retirar o excesso de pele não, mas a flacidez está bem presente =(
    Beijo
    Camila

    ResponderExcluir
  2. Temos mesmo, tem pensado nisso e pesquisado um pouco sobre e também pensando no futuro. Tenho procurado ter calma e ver o que vai acontecer, mas já inseri a gelatina na minha dieta para já começar a ajudar e olha que eu tenho pele hein. Acho que vou fazer um casaco de pele no final do processo. Tentando levar com humor algo que me preocupa muito. Mas não vai me fazer parar. Obrigado pelas dicas e pelas informações adicionais.

    ResponderExcluir
  3. Mesmo não tendo sobra de pele, o excesso entre as coxas causa incômodo. Dificulta caminhar, causa assadura e acontece apenas com vestidos. Minha solução foi usar uma bermuda de malha por baixo.

    Cheiros ;)

    ResponderExcluir
  4. Aprendi com a nutri que é bom usar a cinta durante as caminhadas para não ficar com a pele flácida durante o emagrecimento.
    Mas tai uma coisa que tenho muito pensado e todo dia falo para meu marido me pagar a cirurgia quando eu emagrecer rsrsrs.

    ResponderExcluir
  5. Até isso temos que pensar né? quem disse que é só emagrecer e pronto?? Aff

    bjãoo

    ResponderExcluir
  6. Menina eu não to muito pelancuda não, mas to flacida sabe e isso me chateia bastante!
    Mas sempre que uso vestido preciso colocar um shortinho pra não assar... =/

    bjs

    fernandamouta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  7. Pois é, haja água, hidratação e cuidados.

    Beijossssssss
    ┌──»ʍi૮ђα ツ

    ResponderExcluir
  8. com meu excesso de pele dá pra fazer bolsas, sapatos, botas, cintos.. todos trabalhadinhos listradinhos nas estrias...coisamalinda..rs.. bjokas lindeza e sucesso sempre

    ResponderExcluir
  9. Como disse a Carlinha, aí em cima, eu também tenho umas sobras que daria pra montar uma sapataria, rsrsrs... mas vamos concluir o emagrecimento e enganar o povo e o espelho com as cintas e os shortinhos, até atingir a meta e poder arrancar tudo fora, rsrsrs... não vejo a hora!!
    Beijão

    ResponderExcluir
  10. Andreia, gostei muito das suas dicas. Post extremamente informativo e esclarecedor para quem tá preocupado ou tá lidando com a flacidez. Para quem tá emagrecendo ainda, invista na musculação! Ajuda bastante.

    E para quem ainda tá lidando com o problema, não é pra desanimar. Pensem nelas como cicatrizes da sua vitória contra a obesidade.

    Vocês podem dormir e acordar sem as peles, se fizerem as reparadoras, mas e a gordura? Não se resolve essa questão da obesidade do dia pra noite... Uma coisa de cada vez ;)

    ResponderExcluir
  11. Adorei o post... excesso de pele é uó... queria fazer cirurgia, botar peito, etc... mas me falta grana e coragem kkkkkkkkk


    um grande beijo e feliz Dia da Mulher

    P.S. Vc conhece o Bloglovin? Estou te seguindo por ele (dá pra usar no cel, no tablet, no note, onde vc quiser.... endereço: https://www.bloglovin.com)

    ResponderExcluir
  12. Também me preocupada demaaaais o excesso de pele. Adorei o post, ótimas dicas e alertas pra atenção redobrada que devemos ter.

    O mais complicado das peles, no meu caso, é pensar no depois. Nas cirurgias. Morro de medo e nervoso, os dois juntos. Ai.

    Beijinho!

    ResponderExcluir

Obrigada por me acompanhar! Se seu blog não estiver nos meus favoritos, me avise! Juntos em busca de uma vida saudável! =)