segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Dificuldades + Receita Macarrão com Brócolis...

Ai gente, to me sentindo tão incapaz, tão burra esses dias. Parece que eu não acerto o ponto.
Acho que tem um pouco a ver com esse clima frio, ficar muito tempo sozinha e morrer de saudade de casa, dos amigos. Hoje até vai ser um dia mais animado, devido o convite de uma colega brasileira pra ir ao teatro. A gente se vê uma vez por semana na igreja e eu a faço companhia depois. É uma pessoa maravilhosa, com duas filhas lindas. Acho que é o que tem me feito segurar a barra, pelo menos alguém pra conversar nos domingos.
Ficar o dia em casa me escondendo do frio, sem nada pra fazer além de arrumar a casa e jogar no computador está sendo uma luta. Eu tava pensando aqui, a minha crise de choro das cólicas era mais saudade de casa do que dor... O Renan faz o melhor que pode, o máximo de companhia o possível, mas acho que enquanto eu não começar a trabalhar, vai ser difícil. Como se diz "cabeça vazia, oficina do diabo". Eu até inventei coisas pra fazer como crochê, to traduzindo o livro da Bridget Jones pra melhorar o inglês, e estou desesperadamente me inscrevendo para diversos empregos. O meu problema é que meu passaporte está com a imigração, assim eu não posso provar que eu sou eu mesma (esqueci de tirar uma cópia ao menos). E o fato de eu não conhecer ninguém da minha idade, e a única pessoa que eu conheço já tem 2 filhotinhas pra cuidar, acaba que deixa tudo mais solitário. Eu quero sair, ver as coisas, mas é chato sozinha. Fora que 4h da tarde o sol já era.
Desculpa, não quero ficar aqui reclamando, chorando as pitangas. Eu sei que de certa forma eu to um pouco mais animada, acho que o apoio que o Renan tem me dado tá me dando um pouco mais de forças. Essa semana eu tenho que sem falta fazer umas compras, voltar pra cozinha e fazer minhas receitas. Talvez com um cardápio mais criativo, eu me anime mais com a dieta.
Bom é isso, o peso, ainda o mesmo... alimentação tá mais ou menos... quando eu estiver mais disciplinada eu volto a postar regularmente.

#Receita!

Pra quando dá aquela vontade louca de comer macarrão, é bom ter uma opção mais leve como molho/acompanhamento. As melhores opções são molho de tomate (sem adicionar carne) e o Brócolis. Desde a primeira vez que o Renan fez com brócolis eu fiquei apaixonada. Porque a textura é diferente assim como a sensação no paladar na hora de comer. Vale muito a pena...


Pra duas pessoas (no caso eu 100g e ele 150g) segue os ingredientes:

- 250g de macarrão gravatinha
- 2 brócolis grande
- 2 colheres de sopa de sal marinho
- 40 azeitonas pretas cortadas em +
- 2 colheres cheias de azeite extra virgem
- pimenta calabresa a gosto

PREPARO: Em uma panela cheia de água fervendo, cozinhe o macarrão por 7 minutos (pra ficar ao dente) e reserve (não é necessário colocar óleo ou sal, só água em abundância). Em outra panela cheia de água fervendo cozinhe os brócolis por cinco minutos. Após escorrer, corte os brócolis e os talos em tamanhos pequenos, até que fique com uma espessura granulada (os talos eu gosto maiores, porque gosto de morde-los). Em uma panela grande junte o macarrão com o restante dos ingredientes e misture em fogo baixo por mais 2 min. 

O sal marinho, adicionado somente no final dá uma textura super interessante, que você sente o salgado ao redor da massa, ambos os gostos separadamente... é muito bom!

#Mudando de Assunto!

Espero que tenham gostado da receitinha! Até!

sábado, 22 de novembro de 2014

êeeeh... Ele topou!

Olá pessoas!

Então, ontem tava meio apreensiva, acho que é TPM... To me achando feia, gorda e sem criatividade. Fico pensando como eu fiz um ano de dieta, comendo super bem e agora tá tão difícil. Mas basta começar que acho que as boas idéias voltam...

Conversei com o maridão, e ele disse que não tem problema eu assumir a cozinha, e que ele vai ajudar. Hoje mesmo ele vai fazer um macarrão com brócolis (delicioso... e engana fome, porque vai muito mais brócolis do que massa, depois deixo receita!). A gente combinou que massa vai ser só 2x por semana. E mais um dia livre pra comer o que quiser em 1 refeição.Ele me cobrou atividade física... e tá certinho... porque apesar do frio e da chuva, eu tenho o xbox em casa... Então, tem que voltar né.

#Planos!

Vai ser mais ou menos assim:

- Frango (grelhado) 2x na semana
- Macarrão (molho de tomate ou com brócolis) 2x na semana
- Carne de vaca ou porco(grelhada ou moída) 2x na semana
- Dia livre (pizzas, lasanhas, sanduiches strogonoffs, macarrão com molhos extravagantes, etc) 1x na semana

Atividade física vai ser 30min por dia de Xbox até segunda ordem. O plano de não começar me matando ainda tá de pé. 30min pra inicio tá ótimo, e 2 semanas eu vejo se aumento +10min e assim vai indo.
#Reeducação Alimentar!

Alimentação de ontem ficou assim:
CDM: 4 bolachas de agua e sal + 1 colher de cream cheese (30g) + 2 fatias finas presunto cozido = 232
Almoço: Frango grelhado + cenoura (100g) + vagem (50g) + milho (50g) + ervilha (50g) = 445
Lanche: Mozzarella + 1colher de azeite extra virgem = 414 
Jantar: Salada Crisp + Atum em conserva na água (sem óleo) = 71
Lanche 2: 100ml de Ginger Ale (Refrigerante de gengibre) = 36
 Recomecei, tomei vergonha, entrei no MyFitnessPal (pra quem não conhece é um contador de calorias online onde tem boa parte dos alimentos e suas marcas com todas as medidas, e os que não tem podem ser adicionados) fiz o calculo dos alimentos e deu tudo certo. Minha meta é sempre entre 1200 e 1300 kcal. Eu particularmente não sigo o calculo deles nos limiares diários (quantidade de proteina/etc), mas o programa é muito útil, então não se assustem com os vermelhinhos, pra mim o sódio e o carboidrato estando ok, de preferência a gordura também, tá tudo ótimo. Eu gosto bastante!

#Mudando de assunto!

Não foi dessa vez que eu fiz atividade física, mas amanhã é um novo dia, então, tenhamos fé que vencerei a preguiça... principalmente porque eu vou ter que sair pra ir ao mercado. Vai que eu entro no embalo! É obvio que eu preciso mudar a alimentação... essas mozzarella não são opção, mas tenho que acabar com elas. Mas esses lanches vão ser substituídos por frutas e cereais. Tem uma dentada num chocolate que eu não calculei no meio disso tudo, TPM! Única época que eu tenho queda por doces... O maridão tava comendo e eu dei uma dentada nele! Deve ter umas 30kcal a mais, por ai...

Bom é isso, já ocupei demais o tempo de vocês! ;*

Contradições

Oi gente! :)

Foi até tudo bem na minha primeira semana, mas já na segunda foi uma tristeza! Veio a tpm, e eu parece que esqueci que tava de novo de dieta, ou seja, todo trabalho foi perdido. Mas tudo bem, hoje, mesmo de tpm eu vou dar um jeito em mim.O primeiro de tudo é organizar um cardápio mais ou menos pra seguir... O negócio é que depois que eu mudei pra Liverpool parece que eu fiquei burra. Totalmente sem criatividade pra cozinhar. Acho que é porque os sabores são diferentes, as marcas, as calorias.... Tenho que me reorganizar desde o começo. 

Comprei salada no supermercado, pra adicionar nos pratos, mas agora tenho que ver umas frutas pra ter uns lanchinhos saudáveis. Segundo passo é dar uma conversada com o marido e dizer que eu vou coordenar a cozinha nos dias que ele trabalha, e na folga dele, ele pode escolher 1 dia pra fazer a gordice que ele quiser... mas eu preciso de ajuda. Não tem como fazer tudo sozinha. 

Até que os doces não são problema, mas quando se trata de carboidrato eu sou a rainha... eu amo pão, macarrão, torta, pizza... ou seja MASSA MASSA MASSA! Tenho que controlar tudo, não adianta, eu sem um esquema não funciono. Comigo tem que ser na brutalidade mesmo... me deixei reacostumar, mas hora ou outra eu me esqueço... então vejo que a vigília vai ser constante.

Primeiro, fazer compras...
2 tipos diferentes de fruta para café da manhã e lanches...
Comprar carne e ovos, não adianta eu vivo é de grelhados.


Primeiro, providenciar tudo... amanhã eu volto com as novidades e digo como ficou a minha organização.

Abraços pra vocês!


quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Os planos...

Oi gente, tudo bem?! Comigo tá tudo ótimo.

Então, eu coloquei na minha cabeça que por enquanto não vou me colocar metas, nem medidas, nada. Alguns objetivos somente. Aqui é inverno. Além da chuva constante, tem o vento forte e que vem direto do mar (frio e úmido). Pra ter noção a máxima dessa semana é 12º, a mínima 8º com sensação térmica de 8º durante o dia e chegando a 3º durante a noite. Pra quem nasceu no meio do cerrado onde a mínima é 25 quando chove, estar enfrentando esse inverno de Liverpool tá sendo uma barra. Tá escurecendo super cedo, 16h30 já é noite aqui, a coisa mais estranha do mundo. De um dia pro outro começou a ficar escuro durante a tarde. Por isso eu não vou mentir. Nem pra mim, nem pra vocês.

Ontem eu tomei uma chuva pra ir no supermercado e já to aqui espirrando. Então pra mim, sair de casa, só o necessário. Espero que ano que vem eu responda melhor ao inverno, mas esse primeiro eu vou dar arrego pro meu corpo. 

Mas isso não quer dizer que eu não comecei. Diminui nas porções significativamente. E quando me sentir melhor quero introduzir meia hora (não uma hora de cara como tenho feito) pra reacostumar meu corpo com atividade física. Mas por enquanto sem o monitor cardíaco, porque eu me conheço, eu vou acabar determinando quantas calorias eu quero gastar e vou ficar obsessiva com isso.

Essas duas semanas que se seguem é a respeito da volta. Essa semana meu objetivo e comer menos, próximo do que eu comia quando estava de dieta... A próxima, pelo menos 2x na semana fazer meia hora de xbox, independente do jogo, pra me mexer um pouco. Depois dessas duas semanas eu vou me reavaliar e ver como eu estou indo. Se dá pra pegar um pouco mais no meu pé.

Eu tenho 1 ano. Emagrecer, ficar bem, e casar de novo. Ainda não desisti do meu vestido de noiva de princesa, da minha  festas com meus amigos no Brasil. Do meu pai me levando no altar... Quero tanto. Foi gostoso aqui, o casamento civil. Mas eu quero meu dia de princesa. E pra que ele aconteça eu quero estar me sentindo bem quanto ao meu corpo. Casada eu já sou, esse dia é sobre ser feliz inteiramente, e compartilhar essa felicidade... esse é o objetivo. Quero que 2016 seja o meu ano. Não preciso correr, dá pra fazer tudo de forma saudável. 2015 vai ser sobre transformação. E depois de me manter até os 30 num corpo saudável, ai quero engravidar.... Ou seja... pelo menos mais uns 6 anos vocês ainda vão ter que me aguentar! kkkk

Quanto a vida pessoal... ahhhhh! Tô tão feliz. Ontem a gente comprou a nossa primeira arvore de natal. Uma pequena... afinal a gente mora em um flat... mas gente. É o nosso primeiro natal juntos, tem um significado imenso. O Renan morou por essas bandas européias por 7 anos sozinho. É o primeiro natal dele, primeiro tudo com família. Eu quero fazer pra ele uma data mais do que especial.


É isso, vamos começar a mudar pra que o próximo ano seja melhor! =) Tenham uma boa semana!

domingo, 9 de novembro de 2014

Aquela época do Ano...

Oi gente. Tô sumida, né?! Estive pensando seriamente sobre isso.

Eu sempre tive duas definições ao meu respeito as quais sempre me perturbaram bastante. Uma é o fato de me doar demais, e outra por ser uma desistente. Esses fantasmas me assombram por toda vida. Eu sei que não tem desculpas, porque sempre tem alguém numa situação mais difícil e se levanta pra lutar contra tudo e todos. 

Hoje eu sei que o meu maior problema é que eu me doo demais. Eu sempre me defino pelos outros, e não por mim mesma. Primeiro eu me defini pela minha família, pelos meus relacionamentos. Enquanto tudo estava bem, eu estava bem, mas quando tudo começou a desabar, eu desabei. Eu não criei a casca grossa pra aguentar as decepções, os medos, eu simplesmente me anestesiava de tudo. Me trancar no quarto e comer. Essa foi minha válvula de escape sempre. Me esconder da realidade. Eu sempre atribui a culpa de tudo que estava errado a mim mesma. Por mais que eu fizesse tudo certo, ajudasse, me esforçasse, me desdobrasse pra fazer tudo pelos que eu amava, quando o outro não se importava isso me destruía. Na minha cabeça era porque eu não era boa o bastante. Mas logo depois eu descobri que as pessoas são egoístas, e o seu bem estar só interessa a eles quando há algo em troca. 

Eu sei que nem todos são frios e calculistas, mas eu descobri que pessoas bem próximas a mim eram. Não era eu que não me esforçava o bastante, eram essas pessoas que realmente não se importavam se me machucariam ou não. Mas durante esse processo eu comecei a duvidar de mim mesma. Até porque as pessoas te levam a acreditar que as coisas que aconteceram não são bem do jeito que você viveu. Você contesta sua sanidade, suas habilidades, e no mínimo risco de falhar você se fecha. Deixei a escola, recuperei, deixei a faculdade, troquei de curso, deixei de novo, deixei trabalho... Sempre me fizeram acreditar que eu não era capaz, que eu não merecia. Acho que todo crédito que eu dei a mim mesma pelas coisas que eu fiz, de certa forma foram desacreditados pelas pessoas que me cercavam. 

Eu me vi sozinha, burra, incapaz, infeliz, gorda e deprimida. 

O mais incrível é que quando eu sai de perto dessas pessoas eu comecei a cuidar de mim. Daí foram o tal dos 25kg perdidos nesse tempo de blog. Mas a vida nem sempre vai ser só sobre mim. Os problemas sempre estarão presentes, sempre terão pessoas que tentaram me levar pra baixo, até porque, como eu disse, são pessoas próximas. E por mais que eu queira me afastar é impossível. Porque no fim, eu ainda me importo com elas.

Então hoje eu to fazendo como qualquer pessoa que tem um vício, admitindo o problema, dizendo (digitando) em alto e bom som. Porque eu tenho que parar de esconder, e sim enfrentar. O meu vício é "não acreditar em mim mesma", é deixar minha alma viver perante os olhos dos outros, e desistir de qualquer coisa que eu tenha desejado por acreditar nessas pessoas. Mas agora chega. 

Esse ano, milagrosamente, eu encontrei alguém que me vê como algo bom. Como alguém capaz. E ter alguém acreditando em mim é tão incrível! Me enche de esperança e me faz acreditar que eu realmente posso ser alguém melhor. E o mais incrível é que ele me ama e me apoia mesmo com meus quilos a mais. 

Então dessa vez eu vou fazer por mim. Não porque alguém quer que eu seja. Não pra provar pra ninguém. Mas porque eu quero. Mas emagrecer não é algo que se faz só com dieta, só com exercício. É algo que se faz com a alma. E o meu primeiro passo hoje é começar a cuidar dela.

Novembro é bem aquela época do ano que a gente quer faze-lo valer a pena. Eu digo que valeu. Cada passo dado, e até mesmo os kg recuperados. Porque eu aprendi sobre mim mesma, e por sorte eu aprendi que eu tenho alguém do meu lado independente do meu peso. Que me ama e me deseja todos os dias. Que assim como eu agradece por ter mais um dia do meu lado. Que sabe o que é se sentir só, e valoriza cada ação e gesto de carinho que eu faço ao estar do lado dele. Mas o ano ainda não acabou. Então, pra que o ano seja mais incrível, eu vou voltar a me amar. Eu vou voltar a me cuidar e ter orgulho de mim mesma. E eu sei que com isso, com certeza, fará ele mais feliz também.

É isso, ainda tem dois meses... e de alguma forma, eu vou faze-los valerem a pena, mesmo que o peso não abaixe. Era isso... tava precisando botar pra fora. Agora é traçar um plano... depois conto pra vocês.